A dor do amor.

 
 
A DOR DO AMOR

É uma dor que não dói,
Melhor seria dizer, corrói.
É uma dor que arrasa,
Deixa o coração em brasa.

Abrasa de tanto pensar;
As vezes chega a amargar;
Espreme ao ponto de o coração esmagar;
As vezes imagina-se que fosse melhor não AMAR.

O amor verdadeiro quando menos se espera acontece.
O ser humano perece, emagrece;
O deixa calado, entristece.

Não se consegue evitar, aborrece.
Mas, apesar de tudo;
A M A R... e n o b r e c e.
 
Don Cuervo

3 comentários:

ai Célião.. Muito bom texto..e parabens pelo blog ficou muito legal.
Abração

 

E eu nem sabia que existia tal parcela... Quase Almodôvar!

 

Que surpresa! Não sabia que e sta parcela existia...Quase um Almodôvar!